Escola Bíblica Dominical - 1º Trimestre 2017 - Lição Nr 08

sexta-feira, 6 de janeiro de 2017

O que é o Altar de Deus

Salmos 84.3
“O pardal encontrou casa, e a andorinha, ninho para si, onde acolha os seus filhotes; eu, os teus altares, SENHOR dos Exércitos, Rei meu e Deus meu!”
-Introdução: Vivemos um tempo secularizado em que os altares das igrejas se parecem mais com palcos de shows do que lugar de adoração. Devido a esta preocupação, precisamos entender qual é o propósito do altar que temos em nossos templos.
O primeiro altar foi erguido por Noé (Gênesis 8.20) em gratidão a Deus pela salvação de sua família. A bíblia diz que “e o altar será santíssimo; tudo o que o tocar será santo” (Êxodo 29.37). Também sabemos que o Altar é um lugar de sacrifício (Levítico 4.24) e de perdão (Levítico 4.35).
Havia no A.T. diversos tipos de altar:
-de terra (Êxodo 20.24) para um sacrifício momentâneo visto que eram nômades;
-de pedras (Êxodo 20.25) para consagrar um local para sempre ao Senhor;
-de madeira (Êxodo 27.1) para ser carregado por onde forem pelo deserto;
-de bronze banhado (Êxodo 38.1-2) para suportar o fogo e perdurar;
-de ouro (Êxodo 39.38) para ministrar as orações permanentemente diante do Senhor.
Houve um período na história do povo de Deus que os reis de Israel pecaram contra o Senhor e edificaram altares para si, mas estes não eram o verdadeiro Altar do Senhor e precisaram ser derrubados (II Reis 23.12) assim como todo altar que não fosse para o Senhor (Deuteronômio 7.15).

Como deve ser o Altar de Deus?

Vamos refletir mais sobre o Altar baseando nos questionamentos do profeta Malaquias:



1- O Altar é um LUGARMalaquias 1.17 “Ofereceis sobre o meu altar pão imundo e ainda perguntais: Em que te havemos profanado? Nisto, que pensais: A mesa do SENHOR é desprezível”
O profeta Malaquias questiona porque o povo profanava o altar oferecendo pão imundo, ou seja, entregando ofertas indesejáveis ao Senhor e desprezando o lugar santo. Isso ainda acontece quando as pessoas fazem do altar um lugar comum onde se apresentam de maneira imprópria e com o tempo começam não sentir mais alegria no Altar do Senhor.
O altar é um local, contudo deve ser um lugar santificado e “ungirás também o altar do holocausto e todos os seus utensílios e consagrarás o altar; e o altar se tornará santíssimo” (Êxodo 40.10). Todas as igrejas devem tomar este cuidado de consagrar a Deus o altar de seu templo e reverenciar este lugar de adoração.
Não podemos usar um lugar consagrado a Deus para dar glória aos homens (João 5.41). No Antigo Testamento, para subir ao altar era preciso reverência com vestes apropriadas “nem subirás por degrau ao meu altar, para que a tua nudez não seja ali exposta” (Êxodo 20.26). Hoje estamos no tempo da Graça e dispensação do Espírito Santo, mas não podemos deixar de respeitar o lugar de adoração.
Você tem colocado sua vida no altar do Senhor?
Se o altar é um lugar, então é lá que devemos estar!
                              
2- O Altar é uma POSIÇÃOMalaquias 1.10 “Tomara houvesse entre vós quem feche as portas, para que não acendêsseis, debalde, o fogo do meu altar. Eu não tenho prazer em vós, diz o SENHOR dos Exércitos, nem aceitarei da vossa mão a oferta”
Malaquias também lamenta que estavam oferecendo fogo em vão no altar do Senhor e deseja que as portas fossem fechadas para que isso não acontecesse mais. Afirma que o Senhor Deus não tem alegria em receber sacrifícios falsos e não aceita um culto religioso apenas sem sentido espiritual.
O altar, além de ser um lugar de adoração é uma posição, ou seja, uma postura que precisa ser tomada pelo adorador. Para estar no lugar de adoração é preciso ser um adorador.
Estar diante do Altar da igreja exige muito respeito e temor porque “o nosso Deus é fogo consumidor” (Hebreus 12.29) e “tudo, porém, seja feito com decência e ordem” (I Coríntios 14.40). Embora hoje estejamos no tempo da graça e temos alegria e liberdade pelo Espírito Santo, não podemos negligenciar a seriedade do altar do Senhor.
Quando a pessoa se apresenta diante de certo público se comporta de acordo com o ambiente. Por exemplo, num cinema, teatro, escola ou campo de futebol. Cada lugar exige o comportamento adequado. Do mesmo modo quando alguém está no altar de Deus, deve se portar conforme é digno.
Qual a sua postura quando está diante do Altar?
Saiba que é preciso ter reverência diante do Altar do Senhor!

3- O altar é a VIDA: Malaquias 2.13 “Ainda fazeis isto: cobris o altar do SENHOR de lágrimas, de choro e de gemidos, de sorte que ele já não olha para a oferta, nem a aceita com prazer da vossa mão”
Malaquias repreende o povo porque ofereciam ofertas no altar e não tinham prazer ao entregar seu sacrifício. A tristeza do povo não era de arrependimento dos seus pecados.
O Altar é a vida de cada cristão porque “o corpo é santuário do Espírito Santo, que está em vós” (I Coríntios 6.19). Então a pessoa que confessa a Jesus deve viver uma vida diante do Altar do Senhor em seu coração.
Spurgeon aconselhava seus alunos no seminário a nunca se descuidarem da prática da oração como parte integrante na vida do Ministro da Palavra. Declarou que o pregador precisa se distinguir acima de todas as demais pessoas como um homem de oração. "Ele ora como um cristão comum, ou de outra forma seria um hipócrita. Ora mais que os cristãos comuns ou de outra forma estaria desqualificado para o cargo que assumiu"1.
Cada crente deve ter consciência de viver no Altar do Senhor, colocando-se em oração constante diante de Deus (I Tessalonicenses 5.17) sabendo que Jesus morreu pelos seus pecados e que o Espírito Santo intercede por nós.
Nossas vidas devem ser oferecidas a Deus “como sacrifício vivo, santo e agradável a Deus que o vosso culto racional” (Romanos 12.1) ao negar-se a si mesmo e tomar sua cruz como Jesus ordenou (Lucas 9.23).  Em Apocalipse o altar é o lugar onde repousam as almas dos mártires (Apocalipse 6.9) que se sacrificaram por amor a Deus.
Sua vida é um altar para Deus?
Coloque-se em consagração como um altar vivo para o Senhor!

Sua vida deve ser um ALTAR!

CONCLUSÃOSalmos 43.4 “Então, irei ao altar de Deus, de Deus, que é a minha grande alegria; ao som da harpa eu te louvarei, ó Deus, Deus meu”
Se o Altar é um lugar santo, devemos respeitar e buscar estar sempre neste lugar procurando nos entregar a Deus. Se o Altar é uma posição, então devemos nos colocar em forma de adorador para viver em conformidade. Mas acima de tudo o altar deve ser a vida de cada cristão consagrando-se como templo do Espírito Santo de Deus.
Hoje Deus não usa mais altares passageiros, feitos de terra, nem altares de pedra que podem ser destruídos ou de madeira para ser carregado, mas Deus quer usar nossas vidas para manifestar sua presença.
Paulo certa vez esteve em um templo pagão e viu diversos altares e soube diferenciar todos eles até encontrar um altar diferente onde estava escrito “ao Deus desconhecido” (Atos 17.23). O apóstolo Paulo discerniu aquele altar e estrategicamente pregou para o povo declarando que o Deus a quem serve é maior que tudo e todos, criou o universo e nos salvou por um sacrifício verdadeiro de seu Filho Jesus Cristo que morreu na cruz para nos salvar.
Você tem discernimento no altar?
Reconheça o Altar como Santo, posicione-se corretamente e viva no Altar de Deus!

Fonte de referência, estudos e pesquisa: http://www.esbocosermao.com/


Classificação da Perseguição Religiosa 2016!

Classificação da Perseguição Religiosa 2016!
Classificação dos 50 Países com Perseguição Religiosa, onde seguir à Jesus pode custar a vida. Atualizado em 2016.

Noticias Gospel Mais...

Parceria

O Evangelho de Jesus Cristo, alçando o Mundo!

My Instram